E agora?

A Margot, uma amiga minha aqui, estuda em Georgetown. Essa é uma das universidades mais tradicionais dos EUA, e está na lista das melhores. Os pais da Margot gastam 40 mil dólares, ao ano, por uma educação de primeira linha. Diz a Margot que entre seus colegas, encontra-se filhos de ex-presidentes, principes do oriente médio e muita, muita gente rica, filha de embaixador, banqueiro, mega investidor, ou seja, multimilionários, da América Latina. Também foi me contado, pela Margot, que quando as pessoas estão no ultimo ano de Georgetow, existe muita pressão do “então, e agora?”. Se você quer ser rico, mas trabalhar 23 horas por dia, você pode virar investment banker, se você quer trabalhar em uma empresa, tem mil que querem trainnes. Ir direito pro mestrado ou mba? Boa opção. Mas se você não tem mínima idéia do que quer… vá para NY city. Mas vá assim, sem nada mesmo. Faça contatos, uma vez lá. Crie um social network. E é batata. Em 1,2 ou 3 meses, você não só vai estar empregado, como também será um emprego bacana. Isso, claro, obviamente, se você for norte-americano. Branco. E vindo de uma universidade tipo Georgetown. Os latinos e árabes voltam para os seus países onde mantém o status de filhos de gente podre de rica.

Ai eu paro e penso. Se até eles tem esse nó na gargante de do “então, e agora?”, o meu leve desespero quando penso no desconhecido é mais do que legítimo.

A constar, a Margot vai trabalhar no Teach for America. É um programa do governo estado-unidense que envia jovens super qualificados vindos de universidades fodas e os coloca como professores, durante dois anos, em escolas dos EUA que têm os piores desempenhos acadêmicos do país. A Margot foi alocada em NY. É bem difícil ser aceito no Teach for America, ainda mais querendo ir pra um lugar que não é o fim do mundo, tipo cidade-na-fronteira-com-o-México. Supreendentemente, tirar dois anos do começo da sua vida profissional para se dedicar a “ajudar o próximo”, ou, em um caso menos utópico e mais ufanista, “ajudar THE AMERICA”, é MUITO bom para o seu curriculo.
Tipo, empregadores super valorizam e as universidades de pós graduação te têm em alta conta.

Pois é.

One thought on “E agora?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s