don’t you worry, there my honey

Tem aquele segundo, no tempo e do espaço, que todo plano deixa de ser plano e você tem que tomar a decisão: vou fazer mesmo? Às vezes esse segundo passa naturalmente, você só pega o telefone e liga para alguém e tem àquela conversa adiada tantas vezes. Às vezes, se pensa mais. Sim, não, sim. E com muito receio e qualquer alívio, se compra uma passagem de volta. Mas tem um momento, em relação ao outro, que eu sempre decido pelo não. É como se a minha vida tivesse dois lados, um pessoal, que são decisões importantes mas que não envolvem gostar de alguém, mas gostar de mim. Nesse lado, sou sempre corajosa. Sempre me arrisco. Sempre vou pelo sim. Já o outro lado, ah! Esse lado é o da covardia. É quando em um date você pensa “se eu falar pra ele que gosto dele, mudo tudo”… e eu decido por não. Eu sempre decido por não.

daquele amor que nunca tive tenho
saudade ou esperança?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s