Pra dar risos pra ninguém

Depois do almoço eu vou ao banco. Meio que começo o ano quase postergando, porque, vejamos bem, eu poderia ir ao banco tipo agora. Mas agora eu, eu. É. A minha garganta tá doendo, o que foi que eu fiz pra essa garganta doer? Fica eu com dor aqui e a Kamila com dor de lá… da nossa divisão de cama nos primeiros dias do ano sobrou só essa garganta ardida, pros dois lados. Tenho agora nos meus pés uma cachorrinha me olhando com os olhos mais apaixonados. Tava com saudades de mim, ela. E esse tempo na casa da tia da Kamila, convivendo com a gata, me fez perceber que prefiro mesmo os olhos apaixonados dos cachorrinhos. Tão sinceros. Mas daí em fevereiro minha irmã vai ganhar uma gatinha, ai eu vou ter que amar ela também. Fazer o quê?

 Você percebeu como eu acordei cedo? Somehow achei difícil dormir, por mais que eu estivesse cansada. Claro que eu estava cansada, viajei 6 horas, fora todo o estresse, tive duas horas para ir da rodoviaria pra Copacana e depois voltar, fora o sono de noites passadas, mas não dormi muito. Era o que, na minha cabeça?  Nada que me tirasse o sono, só atrasou a vinda dele. Eventualmente apaguei e numa hora de gente decente, acordei. Gente decente. Se a minha mãe estivesse em casa, ia ficar feliz de eu acordar cedo. Reclamou dezembro inteiro de eu acordar tarde.

Agora eu não sei mais escrever, né. Com essas mudanças todas. Português agora é uma língua só o caraleo a quatro. Ideia não tem mais acento e autrorretrato é junto. Parece errado, soa errado. Vamos ser tantas gerações de Fernando Pessoa… ou será que um dia aprenderemos a escrever errado/certo? Porque “eles tem” sem acento parece um crime contra a língua.

 Hoje eu vou escrever um monte, mas um monte mesmo, até que no meio de tantos posts nem dê nem pra perceber as coisas escritas nas entrelinhas que eu queria te dizer. Ou talvez eu esteja fazendo isso porque eu precise falar muito, sendo que na verdade nem preciso te dizer nada, porque você já sabe tudo.

Hoje, na verdade, é o meu primeiro dia do ano. E eu já começo postergando. Grande futuro, Alice.

(de depois da hora do almoço, o banco não passa)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s