Unite tonight

de presente, vale.

Do nada veio o amor. Essa coisa gigante, inexplicável, obsessiva.

Isso até o cara numa barraquinha de antiguidades em Porto Alegre, ao eu comprar minha terceira coruja do dia, disse que tinha uma cliente que tinha mais de mil corujinhas de coleção e que com o tempo ela foi se parecendo com uma coruja. Socorro. Quem quer parecer com uma coruja, por mais lindas e simpáticas sejam?!

Eu tinha decidido (ok, a decisão tá mantida) da tatuagem de coruja, mas e agora, José? Tem broche de coruja. Tem a Babi (a coruja que denomina o carro inexistente que eu divido com a minha irmã – mas que um dia se torna a realidade, viu? OK). Tem colar. Tem um caderno com capa de corujas que eu paguei uma pequena grande fortuna porque eu não sei me controlar.Tem uma penca de coruja nessa minha vida. Preciso de uma coruja no tornozelo?

(Agora o coro de ex-universitários brada: SIIIIIIM).

Decidi que estou terminantemente proibida de comprar coisas de corujas. Guardar e reblogar desenhos ou fotos de corujas é por mero apreço e também pra escolher minha companheira de vida. Mas, ah, presente vale. :p Tipo esse da Tata, sua linda.

Se me vir olhando pra qualquer coisa de coruja por ai, me dê um tapa na mão e me puxe. Ai compre ele escondido pra mim e me dê de presente. Fica tudo muito bom, tudo muito bem desse jeito. :p

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s