thumbs up and rock and roll

Esse é um post sobre como eu aprendi a andar de bicicleta. Portanto,  se você é do tipo irritante de pessoa que pensa que alguém aprender a andar de bicicleta aos 26 anos de idade é algo muito loser ou quiçá banal demais para merecer um post, pule.  Prefiro que leiam apenas os que forem congratular mentalmente meus méritos e me achar incrível.

Aham. Tô num dos extremos da bipolaridade (que eu não tenho, ao menos nunca foi diagnosticada).  Mas essa coisa de falar que vai fazer tal,  ir lá e conseguir, porra. Julio César bem sabia, com o seu épico “veni, vidi, vici”. É o fim de um tabu de toda uma vida, eu sei simplesmente SEI andar de bicicleta, bitches.

Todas as tardes que a Jenn saia de bicicleta e eu não ia porque, né, não sabia andar e ficava ouvindo música enquanto fazia um dia lindo em DC. Ou que aquele-que-não-pode-ser-mencionado (meu Voldemort pessoal) ia me zoar com “vamos de bicicleta pra praia, ou não, né, já que você não sabe”… acabaram. Eu sou foda, ding ding ding. Eu posso andar de bicicleta. Subida, descida, na terra, na estrada, sou foda (só caí uma vez e foi na grama! rá! nem me machuquei).

Ok. Minha mãe comprou uma bicicleta pra eu aprender a andar de bicicleta e esse mostra o tanto que ela tá me levando à sério em 2011. Uma bicicleta para mim. Com uma cestinha. Ela é rosa e branca. Não, eu não tenho 6 anos. É 26 mesmo. Fui lá, pus short, tênis e meia e fui andar. O namorado da minha mãe desconfortavelmente tentou segurar o banco pra me dar equilíbrio, mas como eu tenho 26, e não 6, e o selim é pequeno e minha bunda, grande, a coisa em si não deu certo. E não, minha bicicleta não tem rodinhas. Então fui eu por eu mesma. O que me enche mais ainda de méritos. Ok, sou foda. E não vai pensando “já era a hora”, eu podia optar passar a vida inteira não sabendo. Mas não.

Enquanto eu tentava, inicialmente, achar um equilíbrio inexistente no meu ser, perguntei pra minha mãe que tipo de mãe deixa suas filhas passarem da infância sem saber andar de bicicleta. Minha mãe me responde que tentou. Que chegou a contratar PROFESSOR PARTICULAR pra eu aprender. E eu não aprendi.

Percebam aqui que ou eu era muito burra ou o professor muito ruim, porque eu aprendi a andar de bicicleta, dessa vez, em dois dias. E ela ainda pagou o cara. Ela disse que antes eu era teimosa e não tinha determinação. Acho que agora eu sigo teimosa, mas determinada

Bom, minhas batatas da perna estão malhadas. Não no sentido de mais exercitadas (sendo que se você pensar bem, estão). Mas rapaz, cada pedalada na perna que eu me dei que, ó, deixo qualquer vaquinha malhada com inveja dos meus roxos. Como eu não sabia andar de bicicleta e demorei umas duas horas pra aprender a freiar (talvez eu seja burra, de fato), eu o fazia ficando em pé. E ai, moleque, era pedal na perna. Tá roxo. Tá roxo do tipo, amanhã vou virar pro meu instrutor de kickboxing e pedir pra fazer os exercícios todos de perna no ar, sem chutar saco ou protetor… :p

Enfim. Eu sei andar de bicicleta. Beijos.

(sim, o menino do vídeo tem 6 anos).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s