Pessoas que eu queria dar um jab, direto, cruzado, upper, hook, nocaute. BYE-BYE

Uma preguiça, tendente ao tamanho do universo, de quem é incapaz de reconhecer erros e segue em frente fingindo que tudo vai se ajeitar sozinho. Que acha que o mundo inteiro vai perdoar os atos egoístas, porque né, sempre foi assim.

Mas é assim, te explico, porque cheguei àquela velha conclusão aqui já explanada n vezes de que não tem nem porque brigar com pessoas. É separar o joio do trigo, pouco a pouco, com calma e cautela. Durante o processo, ir abaixando as expectativas, mas saber parar quando o baixo estiver atingindo níveis alarmantes da falta de confiança ou esperar o pior (erro já cometido), ai sim, cortando o mal pela raiz, sem muito drama, sem muita guerra.

Então, aos poucos, eu simplesmente espero menos de você. Conto menos com você. Quero menos estar ao seu lado. E olha, continuando nessa toada, quem perde é você, que me perderá de uma vez só. Porque eu já vou tendo, pouco a pouco, só pedacinhos suportáveis de você.

ass: bitter bitch.

ps: o “querido blog” hoje recebe palavras que eu nunca teria coragem de contar pra ninguém e pra pessoa. e não, tt, você vir me perguntar depois quem é não vai encontrar resposta. não é nem gatinha mistério, é serviço de proteção à testemunhas.

ps2: haja agressividade em um post só.

One thought on “Pessoas que eu queria dar um jab, direto, cruzado, upper, hook, nocaute. BYE-BYE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s