Caos.

NOSSA, NOSSA, ASSIM VOCÊ ME MATA.

Vou narrar os dramas, sem estrutura temporal ou linearidadesó pra refletir como é que as coisas estão se passando dentro da minha cabeça:

Agora eu tenho um carro, eeeeeeeeeee, mas ele não tem seguro aaaaaaaaah e ai eu fico com medo de algo acontecer, mas ao mesmo tempo, para que ter um carro e não usar, não é mesmo? De qualquer maneira, vou pro trabalho andando, eu não ia ter onde parar mesmo. Daí eu cheguei no trabalho e meu computador tava quebrado… e eu trabalho com ele, né. Meu computador sendo meu laptop. Quebrado. Sorte que tinha um reserva lá. Que é lerdo. E sem meus arquivos. Quando é que eu vou me lembrar de salvar tudo em email como backup? Daí eu lembrei de quando, antes do aniversário, eu olhava o facebook do garoto lá pensava “sai daeee”, mas daí fui no aniversário e não vi nada entre os dois e achei que tava tudo bem. Só que ela era muito bonita, cretina. E nas fotos eu tô do lado dela e ela é táo simpática, ai, odeio ela. Daí a gente tinha marcado de sair na quinta, no caso, eu e ele,  mas ele desmarcou porque tinha um esquema, e no meu país esquema é mulher, mas eu fingi que não tava ligando. Voltando pra hoje, mandei sms pra minha mãe contando do laptop e ela  sugeriu que eu comprasse outro. Mas viver de que dinheiro, já que meu gasto vai num computador e no seguro do carro que eu pretendo fazer pra poder andar de carro (e na gasolina)? Voltando a falar de sms, na sexta mandei sms e ele não respondeu. Sofri, postei no blog, comi pizza e fui pra festa no sábado, mas decidi que não queria mais brincar, que eu ia parar de descer pro play. Só que ontem ele respondeu a sms por facebook. Todo fofo. Gah. Ai eu fingi, de novo, que tava tudo bem. Ele disse que ia me trazer presente da viagem. Fingi mentalmente que eu achava, de verdade, que eventualmente a gente ia casar, ter filhos, ças paradas. Só que adicionaram no facebook uma foto de ou quinta, ou sexta, ou sábado, que tinha ele e ela. A bonita. A simpática. Ai, odeio ela. E ele postou sobre um filme recomendando e ela curtiu. Vi tudo isso hoje, no computador que não é meu. V-a-c-a. E ela ainda é bonita. E ela ainda é boazinha. Fechei a tela. Fui divulgar o evento, tava chovendo no caminho, lá foi tudo desorganizado, isso que eu nem contei da reunião de manhã em que meus chefes me deixaram em pânico. Fui mandar arrumar meu computador e pediram 160 reais e uma semana pra um trenzinho de nada quebrado. Fiquei muito puta. Amanhã vou tentar arrumar no centro. Vou fingir que tá tudo bem porque ele tirou a barba e ficou mais feio. Feio mesmo. Barba é vida. Ele sem barba não dá. Abro a foto de novo, eles tão tão casal. Meu computador tá quebrado. Não tenho dinheiro pra arrumar, imagina se tenho pra um novo. De qualquer forma, quero meus arquivos. A solução é pegar meu carro e sair dirigindo até a cidade me consolar e ficar tudo mais ok. Ah é, não posso. Não tem seguro.

É dia das bruxas, né? E dia 2 é dia dos mortos. Vou fingir que dia 3 fica tudo bem. Em tudo.

Vou fingindo.

One thought on “Caos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s