Meus desejos e suas vontades estão divididas

Quantas vezes, nesse ano, você foi ao hospital? Porque eu fui uma vez, sinceramente, e foi só para dar os pontos e só porque eu meti a cabeça num armário.

Não fui pra visitar ninguém, e nem levar ninguém, e nem frequentei ambulatório por causa de gripe ou resfriado. Fui à n médicos, sempre de consulta marcada, fiz trocentos exames, pra saber se tava tudo bem. Mas tudo na normalidade, tudo fora da hipocondria. Tudo igual gente saudável e normal.

Isso porque o-d-e-i-o hospital, conforme o mundo inteiro já foi avisado por esse blog. Sempre tenho a sensação latente de que o médico olha pra mim decepcionado e pensa “Pô, nem pra ser ebola?” e me trata com o maior descaso, independente de quão enorme for a minha dor. E olha que às vezes dói. Mas hospital? No gracias. Só em caso de quase morte.

Mas há aqueles que amem o ambiente hospitalar. Laila, minha amiga, deve ter ido mais de 10 vezes esse ano. E tô indo por baixo.

E tem outro exemplo, ainda, que é a minha estagiária e A razão para esse post existir.

QQISSO, MERMÃO.

Garota m-o-r-a no hospital, praticamente. Tô desde início de outubro, tem um mês. Sabe quantas vezes ela já ficou doente? Dessas doenças que você não pode nem ir trabalhar porque tá mal demais? DUAS. EM UM MÊS. Sem falar das noites infinitas que ela passou em hospitais acompanhando os outros. U-m m-ê-s.

Mas daí ela me diz “sabe que quê, é, Alice? Minha imunidade é muito baixa”. Dela e da família dela toda.

MEEEEEEEEEEEEEU, VAI NUM IMUNOLOGISTA, FAZ UNS EXAMES, TOMA VITAMINA, VACINA, COME DIREITO, SE ALIMENTA, FORTIFICA, E PAAAARA DE DRAMA.

PAAAAAARE, ATÉ QUANDO VOCÊ QUER MANDAR E MUDAR MINHA VIDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA????

Ah, é que ontem começou um festival aqui no trabalho que tá me deixando super very muito hiper busy ocupada e a maldita me tá em casa com SUSPEITA DE DENGUE (que até ser diagnosticada como dengue de fato, vou chamar carinhosamente de MANHA CONFIRMADA) e me deixando aqui, louca, das nove da manhã às dez da noite, cobrindo as janelas dela.

Enfim, vou dar uma sumidinha daqui. Pois é, a narração de dramas relacionados a homem e auto-estima e mimimis em geral terão um pause, não porque eu não esteja sofreeeeeendo, mas e o tempo para parar e fazer mimimi, me conta onde eu acho, galere? Tá achando que fazer drama não é arte? Não toma tempo?

Tô aqui bancando a bonita só porque tirei 15 minutos nessa vida para vir xingar a estagiária! A coisa é foco, gente! CARALEO, GAROTA, VAI TOMAR UMAS VITAMINAS.

One thought on “Meus desejos e suas vontades estão divididas

  1. hahaha me lembrou duas coisas: 1 o dia em q conheci a médica mais escrota da cidade, pq sim, detesto ir em hospital, e só fui pq achei mesmo q ia morrer, ai nega foi escrota, passou uns remédios, e eu melhorei. cabô. e 2 lembrei de uma amiga minha da faculdade, todo semestre um drama com doença, sério, faltava direeeto, seminários, aulas comuns, e etc, até que engravidou: gravidez mais dramática do mundo, e qd o bebe nasceu, ai a desculpa era ele: ops, galere, vou faltar à reunião pq meu filho tá gripadinho, e por ai ia… gente, nem sei como esse povo consegue viver, hospital pra mim, só precisando muito (ou de cura, ou de atestado)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s