não precisa medo, não

Eu digo que passou, mas ainda me assombra. Ainda vem em história, ainda vem em memória. Acho que o que foi da gente fica gravado meio que para sempre, então desisti de encanar por ainda me vir na cabeça vez ou outra ou ter o nome aparecendo nos comentários de alguém no facebook me chamando atenção. Uma vez eu entendi que ele ia a um lugar e minha reação súbita foi “então não vou mais”. E lugares nos quais eu já estive com ele ecoam aquele sentimento todo, embora hoje eu sinta tudo de forma serena.

Tudo isso é da intensidade, de nunca ter gostado tanto assim de alguém e depois ter visto isso ficar tão pequeno que hoje inexiste. Daí vejo as amigas nesse amor intenso e não julgo. Porque sei como é. Mas sei também que passa, então que desistir é preciso quando a coisa fica maior que você e não é com você. Daí uma se desculpa de tanto que eu escuto e eu prometo que ela não me viu ainda apaixonada. Porque eu apaixonada sou tudo isso ai. Minha única vantagem no jogo é saber que I´m a quitter, a leaver. E isso me faz forte.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s