too high, cant´come down

meu mais novo ambiente de convívio é master formal. na pós graduação em uma conceituada de negócios sobra salto alto, engenheiro e gente que eu olho bem e penso “porran, jamais cometeria”. a moça do meu lado (porque os lugares são fixos por matéria, socorro) tem a voz anasalada e um jeito muito chato. mas eis que naquele dom divino da vida, a pessoa que eu mais converso é a que tem, no fim das contas, mais a ver comigo. de 42 pessoas (42 pessoas, 2 turmas, 6 entradas por ano e 20 mil reais por pessoa, oi TE DOU 10 FUCKING MILHÕES DE REAIS, CONCEITUADA ESCOLA DE NEGÓCIOS?), a única de quem eu me lembro o nome agora escuta as músicas que eu escuto e vai nos lugares que eu vou. OH MY DEAR, BH. logo percebi que quando ela disse que a coisa que ela mais gostava e fazia era ir em shows, minha vontade foi gritar “EU TBM AMIGÃAAA”, mas eu sou tão chata ali (o que dá uma chance aos outros de não serem tão chatos, de fato, e aquilo serem máscaras) que minha lista esquecia de vida social e só tinha trabalho e objetivos maiores.

vale dizer que dos cerca de 40 coleguinhas de sala eu já falei com o total de seis, que são os componentes do meu grupo de debates. EIKE PRIMOR DE SOCIABILIZAÇÃO. e de todo resto flerto com a antipatia ou a quase indiferença.

mentira, né. que tem um cara muito bonito que se senta no lugar oposto ao meu, o que significa que naquela sala organizada de forma circular (sim, mesas em círculo, favorecendo democraticamente o debate, como uma moderna conceituada escola de negócios que se leva muito a sério deve ser para mostrar que eles e metodologias modernas são muito bests) eu fico de cara pra ele e vice-versa. não sei se ele me olha, se eu sou obrigada a olhar pra ele e como gosto do que vejo, presto atenção, mas ele tem sido o ponto divertido das 4 horas e meia de aula dos últimos dias.

daí eu saquei, pensando aqui comigo, que também não sei o nome dele. e que se eu sei o da menina lá é porque ela parece comigo.e deixa eu te contar que na mesa de cada pessoa tem o nome, enorme, para todos lerem. olho tanto pra ele e não sei o nome.

tive que constatar o óbvio: EU SOU TÃO EGÓLOTRA, QUE MEDO DISSO.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s