Parece uma grande bobagem mas é o que eu sinto quando…

Eu tenho uma camisa escrito… “Drama Queen”, que foi presente de uma amiga honrando meu jeito simpático (ou não) e amável (nem tanto) de dramatizar minha vida. O problema de ter uma característica generalizada como essa, é que bem, generaliza-se muito sobre mim. Vivem pegando algo que de fato, é sério, e mandando um “para de drama”. Cara, mesmo que fosse drama infundado, paro porra nenhuma. E quando tem fundamento, véi. Drama é uma maneira de lidar com conflitos. Ninguém faz drama porque é charmoso, o drama sempre existe pra apontar algo que de fato, incomoda. E além do mais, assim soy yo, assim você me ama (apesar de odiar gente que mete uma “mas eu sou assim” como fazer x e não y fosse traço imutável do ser).

Meus dramas têm regras, apesar de tudo. Raramente faço drama de algo muito sério, apesar de dramatizar tudo. Mas quando a coisa é séria mesmo, quando o ressentimento, dor, trauma, whatever, são reais, não tem drama. Quando tem drama, bom. Alguma coisa eu quero. Seja reconhecimento, seja um pedido de desculpas. Seja até mesmo pena. Talvez eu esteja te manipulando, mas você nem vai saber – aaaaanos de prática. Meu drama não vem com agressividade. Só se for passivo-agressiva. E se tem algo passivo, repito, tem algo sério ali no meio. Meu drama raramente empaca os outros, a clássica “deixe-me para trás, vão sem mim”, existe de vez em muito. E principalmente, meu drama não me ofende. Chamar de dramática não me afeta, não gera acessos, não piora a situação. Eu sei que sou.

Só que nem sempre a medida clássica “pega tudo que a Alice conta e divide por três” funciona tão bem. Às vezes é por quatro. E tem vez que é a medida correta. Mas aventura não faz mal, não é mesmo? Sem dúvida nenhuma o mundo com a minha narração tende a ser mais emocionante.

2 thoughts on “Parece uma grande bobagem mas é o que eu sinto quando…

  1. “Meus dramas têm regras, apesar de tudo. Raramente faço drama de algo muito sério, apesar de dramatizar tudo. Mas quando a coisa é séria mesmo, quando o ressentimento, dor, trauma, whatever, são reais, não tem drama.” às vezes eu acho que a gente devia sentar num bar, tomar uma caipiroska e conversar pq olha, vc me entende de um jeito que me assusta! hahaha eu sou mto assim, resumo meus dramas nessa frase, nunca, nunca faço drama quando é sério, nunca, mas ninguém percebe, daí oq é drama tomam como sério, e o que é de verdade tomam como charminho…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s