I’m going to let it shine/There is no way out

Às vezes eu fico me contando as coisas boas que já me aconteceram, meio com um reconhecimento ao universo de que as coisas funcionam. Nessas horas, normalmente, eu fico fazendo planos hiper milaborantes, mas plenamente possíveis, pro futuro. Isso justamente por saber, naquele momento, da possibilidade imensa das coisas darem certo sim. Nessa onda de positividade, eu ando na rua sorrindo, cantarolando, com brilho nos olhos e quem me vê acha que nossa, eu tenho um astral incrível, uhu. Ai eu chego com aquele sorriso imenso, super alegre, conversante e elogiando a todos, porque a missão é todo mundo ficar tão feliz quanto eu.

Mas muitas vezes eu fico bem a par do tanto que o mundo sabe ser uma merda de um lugar escroto filho da puta e que nem adianta muito pôr tanto esforço, porque no final alguém, ou até mesmo você, vai ferrar a porra dum jeito bem desgraçado e o destino é tomar no cu bonito. Ai vem aquela vontade de chorar e aquela angustia desgraçada que nasce de dentro do peito e vai irradiando gradativamente, subindo garganta acima e finalmente te sufocando num grito, que eu raramente dou, porque né, vivo em sociedade. Nessas horas, normalmente, eu vou até o supermercado mais próximo comprar um chocolate e eat my feelings away.

Bipolaridade não diagnosticada define, sempre.

(às vezes a variação ocorre em coisa de 10, 15 minutos).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s