Wish me luck

Acordei descaradamente cedo para levar o menininho pra pegar um trem – no caso, literalmente. E no tempo vago, ainda bastante descaradamente cedo, entre a despedida e o trabalho, entrei no facebook só para ver o mundo. E eis que o namorado de uma amiga me vem, d-e-s-e-s-p-e-r-a-d-o, me contando a triste história do casal que não conseguiu comprar ingresso pros dois pro show do Paul e o sonho deles de ver o ex-Beatles juntos estava então destruído. E era minha responsabilidade (e de todo mundo que eventualmente ouviu essa conversa furada) conseguir ingresso para a amiga. Minha, que nem mesmo vou ao show.

OFENDÍDÍSSIMA com a folga – nada surpreendente desde que, quando eu voltei da gringolândia, ele pediu para eu trazer uma fucking guitarra (e que eu OBVIAMENTE não trouxe) – xinguei mentalmente e depois, por email,  para a namorada o rapaz desesperado. HMPFT.

Mas eis que o destino resolveu gastar a sorte (a minha? A deles? Por favor que seja as deles, já que o benefício é zero meu), me colocando dentro da bilheteria assim, do nada, sem plano e sem fila. Se quando entrei tinha 5 ingressos, quando acabaram de passar o cartão, estavam todos esgotados. Milagre feito sem nenhuma reza minha.

E acaba que eu, ainda que ofendídíssima, fiz o favor, meio que sem querer, mas muito dos bem feitos. E no final ainda ouvi, junto com um obrigado, que  “seria mais super ainda se para esse final de semana do show do Paul você comprasse ingressos para a gente ir no jogo do Galo”.

FOLGADOS WILL BE FOLGADOS, NO MATTER WHAT.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s