And I must be a little bit too bruised

É daquelas coisas que, caso tivesse que ser explicada a razão, culparíamos o sexto-sentido. Eu tava lá de boa e resolvi clicar naquele link. Aquele que eu cliquei tantas vezes por tantos meses tentando desvendar qualé-que-tava-sendo. E pela primeira vez, dessa vez, quando já é tão passado, achei uma resposta.

Uma foto, com a mão dela na perna. Tava lá, eu vi. Agora fica só a dúvida: era eu a outra ou era eu só um intervalo entre ela e ela mesma?

Por via das dúvidas, fechei o navegador rápido, desliguei o computador e me sentei na sala de visitas como quem nunca ficou consciente que existe vida apesar de mim.

(e naqueles masoquismos tremendos, te pergunto baixinho: o problema tava comigo?)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s