Eu vezes eu, quanto que dá?

Às vezes me sinto heroína, como se o mundo fosse melhor só de eu existir. Dá aquele orgulhinho (reprimido, porque humildade é qualidade), que tudo só deu certo porque eu existo. Tem vez que é o contrário. Sem futuro. Sem esperança. Sem mudança. Sem destino. Focada em dar errado, sem sucesso, para sempre sozinha.

Vario entre completamente foda e uma bosta total.

Será a humanidade toda bipolar quando em pensamentos autocentrados ou só eu que sinto tudo um pouco demais?

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s