Where no one can come through

Ele me pergunta se eu sou ciumenta.

Claro que não, respondo eu tão moderna. O ciúme é só o exercício de um sentimento de posse que não faz qualquer sentido, mero reflexo de insegurança.

Claro que sim, sabemos eu, você e todo mundo que me conhece, porque na verdade eu sou uma louca ciumenta e possessiva com as pessoas , coisas, lugares, músicas, o que for. Isso é meu, sai daí, quer morrer????.

Mas então: não, não sou ciumenta para todos os efeitos. E daí conto um caso de uma amiga minha e digo “é a mais bonita de todas”. E ele me pede pra ver uma foto. Envio. Diz que ele não é tão bonita assim (mas Q??? TAS LOCO?) e envia de uma amiga que “esa si, muy linda”. Mas ó, não é para eu preocupar. Ela não dá nem bola pra ele. Ai sim, né. Sem problemas.

Daí eis que eu tô lá de boa no trabalho e vou dar aquela stalkeada básica e eis COM QUEM A PESSOA INTERAGE E DIZ, TODO SE QUERENDO: “me gusta tu pasíon”. A muy linda!!!

Pasión de cu é rola. 

De boas. Hmpft. 

ps: sim, quando não tem problema eu invento.

ps2: sim, eu não sei namorar. e não sei namorar em rede social, principalmente.

ps3: GRRRRRRRRRRRRRRRRR.

2 thoughts on “Where no one can come through

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s