Who kicked a hole in the sky?

Eu tô pensando muito em aborto, principalmente por causa daquelas duas moças no Rio que foram abortar em clínicas clandestinas e desapareceram, mas não só por isso.

(calma, não tô grávida)

Tô pensando muito em aborto porque uma pessoa no facebook escreveu que era quadrada mesmo e que nunca ia aceitar que alguém aborte (como se a opinião dela sobre o corpo alheio importasse muito para qualquer alguém). Tô pensando muito em aborto porque a copeira do meu trabalho, aos 39 anos e com o filho mais novo tendo 18 anos, se descobriu grávida aos 5 meses de gestão e disse que embora fosse um desastre para a vida dela, ela nunca abortaria porque isso é pecado (e aí, infelizmente, uma semana depois ela perdeu o bebê). Tô pensando muito em aborto porque no sábado umas meninas vieram aqui em casa e por eu estar pensando muito em aborto, começamos a falar disso e quando eu disse que abortaria caso engravidasse, na situação em que me encontro hoje, elas me responderam que “Deus me livre, te mato se você fizer um trem desses” (mas pílula do dia seguinte depois de um risco de concepção – sexo sem camisinha – toma sem dó).

Eu estou pensando muito em aborto e sei que não é a opinião de ninguém que vai impedir alguém de abortar. E é a ilegalidade que faz alguém procurar meios alternativos e, portanto, inseguros. Eu estou pensando muito em aborto porque na clínica em que uma das moças, da primeira linha que contei aqui, morreu, encontraram medicamentos veterinários. E que um moço do trabalho lendo isso disse “bem feito, quem mandou matar um bebê”, claramente escolhendo uma vida que não se formou a uma vida de mulher perdida.

Eu tô pensando muito em aborto e tenho certeza que o fato de eu ser favor dele não vai fazer quem é contra abortar. Inclusive, eu sou a favor de aborto e quando eu engravidar, e sentir que seja hora que eu considere certa, eu não vou querer abortar.

E não. Eu nunca abortei. E estou convicta que abortar deve ser uma das coisas mais difíceis que qualquer pessoa pode passar. Assim como uma gravidez que não é bem vinda pode destruir a vida de várias pessoas (ou pode até mesmo ser uma benção, mas nem sempre). Mas adivinha a quem cabe decidir se sim ou se não?

(e eu já fui a favor do aborto, num caso bem específico, aqui, e vou ser sempre. Seja por gravidez de risco, estupro, falta de condições financeiras ou mera escolha).

Anúncios

2 thoughts on “Who kicked a hole in the sky?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s