Se a vida nos contrariar…

Já contei aqui um montão de vezes, mas durante mais de um ano fiz um trabalho voluntário numa ong de apoio a propensos suicidas. Isso significava que durante 4 horas de todos os meus domingos eu escutava gente triste, gente triste de verdade. Gente sem esperança na vida. Alguns doentes. Alguns sozinhos. Todos anônimos.

Fiz isso porque minha terapeuta achava que eu precisava de perspectiva. Antes chorava meus problemas como os maiores do mundo. E o mundo foi lá e me ensinou o que é problema de verdade. O mundo sempre faz isso comigo. Eu chorando no carro porque não sei o que fazer da minha vida e alguém importante na vida de outrem morre. E eu me sinto ridículan (porque o sou). Não tem como não aprender a relativizar as coisas quando se põe em perspectiva a vida dos outros.

Eu sei fazer isso agora, embora os posts abaixo indiquem não. Acontece que, embora eu relativize (e isso faz com que minha vida não pare “apesar de”), eu continuo achando que tenho direito de chorar minhas dorzinhas. Meus draminhas. Meus probleminhas. E tento ser até madura com eles, tentando deixa-los onde merecem: dorzinha no trabalho eu sofro no trabalho. Draminha em casa eu choro em casa. E probleminha da minha cabeça eu trato na terapia. Derramo o que bem entendo no blog, mas né. O blog existe para isso. :P

Tá tudo bem. Tá todo mundo com saúde na minha casa, o dinheiro embora contado não fez ninguém mudar de classe social, eu tenho emprego e mando bem nele, embora ande tomando no cu ~com o perdão da palavra~ muito mais do que eu gostaria, e o rapazinho e yo estamos muy bien.

E fica aqui meu conselho-amigo: tratem também com respeito e perspectiva os problemas, dores e dramas das suas vidas. E o façam sem nunca deixarem de se permitir chorar as lágrimas que mereçam ser choradas – é só saber onde e pra quem (and here is my party and I cry if I want to – na vdd essa parte ainda tô aprendendo).

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s