Porque eu não consigo não me posicionar politicamente (nem quando escolho um não posicionamento)

Não há como negar que PSBD e PT são mais parecidos em seus programas de governo do que os militantes gostariam de reconhecer. O Aécio não vai regredir as conquistas sociais, bem como a Dilma pouco os expandiu. O governo da Dilma não é o do Lula e o do Aécio não é o do FHC.

Além disso, a economia não vai sofrer milagre, quem quer que assuma vai ter problema. As questões de corrupção, ineficiências econômica, alianças desagradáveis e necessidade do PMDB para governar ocorrem pros dois lados. Até financiamentos são compartilhados. Esquerda e direta no Brasil não se confundem somente na militância, que por si só apenas agridem o adversário (claramente confundido política com futebol): petralhas x coxinhas, como se fosse o bem contra o mal. De repente um odeia nordestinos e o outro quer fazer do Brasil uma Venezuela. Ambos os lados me ofendem, porque não sou parte deles. E já me cansei de ser chamadas de burra/insensível/elitista/socialista. Quem me conhece sabe que não sou, e reafirmo, absolutamente não sou, nenhum deles.

Pessoalmente gosto menos do Aécio, por razões muito mineiras, mas não o suficiente para que isso justifique meu voto na Dilma. Não voto na Dilma porque não concordo com a vista grossa feita com relação aos problemas do partido e do próprio governo. No governo da Dilma o problema é sempre da crise, nunca de como se gere ela (se é que ela existe).

Odeio absolutamente essa campanha de destruir o outro. E por isso repudio completamente esse 2º turno. Conseguiram me dar mais certeza ainda do meu voto.

Eu voto nulo porque quero acreditar que o alto número de abstenções, brancos e nulos, além de um direito democrático, indica a crise de representatividade e a necessidade de reforma política que temos. Não estou aceitando apenas a maioria. A maioria vai predominar de qualquer maneira. “Falo mais” ao votar nulo do que o faria escolhendo um lado “porque sim”. Meu nulo é insatisfação com as opções que tenho.

Fico muito mais preocupada com nossos representantes no legislativo (fato agora já consumado) do que se teremos Dilma ou Aécio. Aliás, acredito que se ¼ dessa militância fosse usada disseminando propostas de candidatos a deputados, teríamos hoje representantes melhores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s