Você pisa onde quer

As pessoas  parecem ter certa dificuldade de entender o termo empatia, então vou contar aqui uma historinha real para vocês perceberem A FALTA DE e assim tentarem compreender o significado dessa palavrinha que mal conhecemos mas já consideramos pacas. Uma amiga que eu tinha (no tempo passado mesmo, porque terminei a amizade que nem se termina um namoro*), uma vez me contava que numa festa olhavam esquisito para ela e o namorado. Como ela namorava um cara quase 20 anos mais velho, imaginei que fosse por causa da diferença da idade.

Porém, ela não achava isso não:

– Só porque eu sou bonita e ele não? Poxa, as pessoas são injustas, eu já fui gordinha, eu sei como é ser considerada feia.

A falta de empatia está no fato que quem escutava o relato era euzinha, que sou bastante bem descrita como ~gorda~.

Falta de empatia.

Empatia
substantivo feminino

Empatia significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo.

* esse nem foi o epicentro do término da amizade. Eu fiquei ofendida mesmo quando ela disse que, o dia que eu namorasse, soltaria uma caixa de fogos de artifício, porque ia ser um milagre. Depois explico para vocês o conceito de amor próprio. Esse eu mesma tive muita dificuldade de desenvolver.

Anúncios

You taught me a lesson but I never paid much attention

“Tem o sentimento da confiança, e muito curta a memória das pancadas. Ao contrário, os afagos ficam- lhe impressos e fixos, por mais distraídos que sejam. Gosta de ser amado. Contenta-se de crer que o é”

São palavras do Machado descrevendo um cachorro, o Quincas Borba.

Somos todos somos um pouco Quincas Borba no amor. É um tanto triste, mas um tanto lindo. Li no avião para a Argentina, anotei num caderno e hoje achei enquanto procurava uma página em branco.

vos me quieres tal y como estoy?

Ele me disse que eu sou um terremoto. Chego, sacudo tudo, falo o que eu quero falar. Mas depois é ele quem fica igual ao Haiti. De todos os países do mundo que sofrem de terremoto, ele escolheu logo aquele que me fez mais chorar (o único que me fez chorar).

Na mesma toada, eu disse que sou maremoto, mas que afogo de amor. Sou muito engraçadinha, não é mesmo? Mas não quero ser terremoto, não quero destruir, não quero ser maremoto, que é terremoto com efeito do mar. E mesmo assim, em um dia tão feliz, eu fui lá e fiz tudo tremer e fomos embora tristes porque eu tenho algum problema em ser feliz demais. Eu não consigo fechar os olhos para a felicidade imperfeita e só aceita-la. Maldita busca por paz de espírito.

Depois eu mudei de ideia, é ruim mesmo ser terremoto? Sou das que sacodem. Você vai ter que aprender a me entender. Eu também tenho que te entender. E nos lembrar, vez ou outra, que é bom sim essa felicidade imperfeita.

I´ve got a perfect moment, though sometimes I forget

Eu tenho uma lembrança recorrente que sempre me faz ficar chateada comigo mesma. Quando eu fiz estágio numa organização internacional em Washington, DC,  aos 21 anos, eu e mais 10, entre 115 estagiários, seriamos contratados.

Ao invés de sair por ai pulando de alegria, eu tava meio emburrada e reclamando que a minha chefe me avisou muito em cima da hora e que eu já tinha combinado de fazer um estágio em outro lugar. Uma colega parou e me disse “Pare de reclamar, Alice. Todas nós queríamos ter sido efetivadas e você fica choramingando”. E eu percebi, desde então, que eu tenho uma maneira muito ruim de lidar com essas felicidades feitas de conquistas: as minhas sempre vem com poréns e lados práticos limitantes.

Faz mais ou menos uma hora que a minha chefe me chamou em uma sala e disse que iam aumentar o meu salário. Ao invés de ficar felizona, pensei que eu merecia muito mais, sentei na minha mesa e fiz as contas dos abatimentos (impostos, plano de saúde, essas coisas) e pensei “porra, só isso?”. Passaram 9 anos da parada e é uma maneira mesmo ridícula de lidar com a felicidade.

Enfim, ganhei aumento e uma analista para me ajudar. É hora de ficar feliz.