vos me quieres tal y como estoy?

Ele me disse que eu sou um terremoto. Chego, sacudo tudo, falo o que eu quero falar. Mas depois é ele quem fica igual ao Haiti. De todos os países do mundo que sofrem de terremoto, ele escolheu logo aquele que me fez mais chorar (o único que me fez chorar).

Na mesma toada, eu disse que sou maremoto, mas que afogo de amor. Sou muito engraçadinha, não é mesmo? Mas não quero ser terremoto, não quero destruir, não quero ser maremoto, que é terremoto com efeito do mar. E mesmo assim, em um dia tão feliz, eu fui lá e fiz tudo tremer e fomos embora tristes porque eu tenho algum problema em ser feliz demais. Eu não consigo fechar os olhos para a felicidade imperfeita e só aceita-la. Maldita busca por paz de espírito.

Depois eu mudei de ideia, é ruim mesmo ser terremoto? Sou das que sacodem. Você vai ter que aprender a me entender. Eu também tenho que te entender. E nos lembrar, vez ou outra, que é bom sim essa felicidade imperfeita.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s