So cast your hapiness into the sky

Eu choro muitos chorinhos nessa vida (e trago todos para esse blog), mas sorrio muito também. Ontem fiquei um tempão pensando que tenho muita sorte, só que a gente é mais acostumado a se queixar que celebrar.

Se a equipe bate meta, segue a vida. Se não bate, ai ai ai, cabeças vão rolar. Se seu namorado te trata mal, as amigas escutam todos os dramas. Mas ninguém conta do domingo gostoso vendo Netflix.

Todo mundo acha ridículo gastar energia jogando confete. Mas a vida é mais linda quando a gente celebra até as coisas pequenininhas.

Dia desses penduramos uma rede lá em casa e eu resolvi compartilhar muito a minha felicidade em redes sociais. De manhã eu já tinha esbanjado, de biquíni na laje, postando fotos gata molhada. Daí fiz um videozinho na rede dos meus pezinhos balangando e pum! Caí de bunda no chão.

Isso mesmo. A rede não arrebentou nem fui eu que no auge do estabanamento, caí. A rede soltou do gancho numa ação ninja do olho gordo ou então só das ironias da vida. Minha perna tá com um roxo enorme e minha mãe dá uma risadinha sempre que me vê perto da rede.

Como lição aprendida, vou celebrar escondido. Até o mundo começar a aceitar que o que me cabe é a felicidade mesmo. E bora ler na rede porque é bomdemais!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s