Tudo é melhor agora

Te assusta que a sua mãe me chame de filha e seu irmão me prometa todos os lugares que vamos passear quando eu for visitar esse lugar muito distante de onde você é. E você  bobo nem se dá conta que esse carinho todo é porque eles gostam de mim por te fazer feliz.

Faz um mês que faz um ano que você veio ficar comigo e nem um dia eu me arrependi. A gente se esqueceu de comemorar e com frequência até caímos em uma rotina não romântica. Eu tenho menos medo quando você tá comigo e é incrível poder pedir pra alguém acordar 5:30 da manhã para esperar ônibus comigo porque eu me assusto se esperar sozinha.

Minha mãe diz que tem paz porque você está comigo. Eu sou feliz porque você é meu par.

Acho que eu realizei um sonho quando você me disse “obrigada por me fazer uma pessoa melhor” porque eu, de maneira infantil, sempre tive nisso um ideal de amor.

Parece que todo mundo tá feliz e a gente é uma combinação imperfeita.

 

E não basta contar consigo

Toda vez que eu choro, eu choro muito mais do que tinha que chorar. Acho que é pelas vezes que não choro, que guardo as lágrimas dentro e só sigo em frente. Mas aí num espacinho de vulnerabilidade eu aproveito e me derramo toda.

Depois de um muito chorar eu sinto até consequências físicas desse maremoto todo. E posso dormir tranquila.