E não basta contar consigo

Toda vez que eu choro, eu choro muito mais do que tinha que chorar. Acho que é pelas vezes que não choro, que guardo as lágrimas dentro e só sigo em frente. Mas aí num espacinho de vulnerabilidade eu aproveito e me derramo toda.

Depois de um muito chorar eu sinto até consequências físicas desse maremoto todo. E posso dormir tranquila.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s