Talvez por um buraquinho

Muitas das minhas amigas são mães e quando eu as vejo com suas crias, normalmente penso: como é que elas dão conta?

Como dão conta de cuidar de si, de ter um trabalho e ralar tanto, de cuidar da casa, do seu relacionamento e ainda serem responsáveis pela existência completa de serzinhos totalmente dependentes?

Ser mãe é algo que me dá muito medo. Não consigo entender racionalmente porque alguém decide sê-lo. Confesso que nunca sonhei em ser mãe. Vez ou outra, transbordando de amor, tenho curiosidade de como seria uma criança metade eu e metade meu amor. Mas isso passa porque a vida é difícil como é agora. Como voluntariamente adicionar complicações? Minha mãe também me pressiona pela idade. Já tenho 35. A idade seria agora. Isso me apavora completamente. Daí penso que divertido seria criar uma criança bilíngue.

Não sei se tenho medo, se ele vira vontade, se esta é fruto da pressão. Mas o fato é único: por enquanto me falta coragem de trazer uma criança no mundo.

Não é nem pelo o mundo. Ele é péssimo e sempre foi. E ainda assim eu tive uma infância feliz e segura. Não é pelos meus genes. Minha família é até boa da cabeça. Como será que é um bebê 50% andino?

Tenho medo de me arrepender de não ter. Arrepender de ter é certeza. Mas aí já foi feito e acabou chorare.

https://youtu.be/2vQcNKXp-1w

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s