Quando você menos esperar ela chega

Em 2016 eu trabalhava em uma ong e coordenava projetos em 5 cidades diferentes. Não ganhava muito, mas produzia um montão. E os resultados de impacto social eram imensos. Eu vivia viajando, encontrando com as minhas equipes e festejando sucessos.

Com a crise – e se você se lembra bem ela estourou em 2014, então aí foram dois anos seguidos de problemas – os investidores sociais tinham diminuído. No final daquele ano meu chefe resolveu demitir grande parte das minhas equipes. E aí coube a mim, como gestora, demitir ou comunicar a demissão de várias pessoas. Além disso, tive que acompanhar o desmanche de escritórios inteiros.

Todo esse processo, que pode ser visto em posts desse blog que me acompanha há exagerados anos, foi muito pesado pra mim. Analisando hoje, sei que naquele momento me faltou maturidade, e tive inclusive um dia que discuti com meu chefe aos gritos chorei (fora do escritório) que nem bebê porque não concordava com as decisões. Meio que naquele momento eu decidi que queria sair da ong, e quando a oportunidade surgiu na firma atual, agarrei total. Mudei de cidade e vim. Pensei: quero estabilidade e um lugar que tenha dinheiro pra não sair demitindo pessoas.

PAM – corta pra 2021 quando a firma anuncia a demissão de 5000 pessoas e o fechamento de todas as unidades de produção – essas onde eu circulava desde 2017.

A pessoa pensa que em uma empresa global com 100 anos de país as coisas estarão sossegadas, né. Mas desde meu início eu via que os números da cia não estavam bem, mas sendo ela tão enorme, confiava em investimentos e mudanças de linha pra recuperar aquele legado. Pois bem. Vem mais anos de crise. Vem pandemia. Troca CEO da empresa. 11 de janeiro de 2021 eu descubro por uma notícia, segunda por um email do CEO, que era isso aí mesmo (veja histeria no post anterior),

Desde segunda-feira estou digerindo o fato da maior parte das pessoas com quem eu trabalhava estarem, num estalar de dedos, sem empregos. Imagina o impacto social disso nas cidades? Em toda a cadeia? Multiplica fácil por 5 aí o número de pessoas sem emprego a partir dessa canetada, viu? É o caos.A

A moral da história é que na vida não adianta fugir das coisas. A vida te dá volta. A gente tem é que crescer mesmo e lidar com a realidade, ser resiliente e fazer o melhor. Meu emprego está seguro, mas esse ano (MAIS UM???) será super desafiador, lidando justamente com as consequências dessa mudança. E é o que tem pra 2021.

Já acabou, Jéssica?

One thought on “Quando você menos esperar ela chega

  1. eu realmente espero que você fique bem e lide de uma forma bem tranquila e leve com esta situação que por si só já é muito desagradável. força!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s